A Carregar
Conteúdos

Este conteúdo não existe no idioma que tinha seleccionado.

MENSAGEM CONJUNTA DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DO PRESIDENTE DA COMISSÃO EXECUTIVA

<p>Wu Min,<span> Presidente da Comissão Executiva</span> e Lin Yong, <span>Presidente do Conselho de Administração</span></p>

Wu Min, Presidente da Comissão Executiva e Lin Yong, Presidente do Conselho de Administração

Desde que iniciámos este projecto de renovação do Banco, nunca tivemos dúvidas de que o caminho a percorrer seria tão desafiante quanto gratificante. Agora, passados oito meses, os progressos são encorajadores e permitem antever um caminho rumo ao crescimento.

Desde o início do nosso mandato que o nosso objectivo tem sido restaurar a credibilidade do Banco junto dos Reguladores, Clientes e Accionista. O primeiro passo foi “arrumar a casa”. Esse processo envolveu reduzir os custos operacionais para um nível sustentável, desenvolver uma estratégia de negócio alinhada com a China, garantir o apoio do Accionista no reforço do capital e abordar questões-chave de governance. Esse trabalho inicial está, de uma forma geral, concluído com resultados positivos na primeira metade de 2018.

Temos actualmente um balanço mais forte para investir em novos activos. A base de custos operacionais é agora cerca de metade da verificada em igual período do ano passado, o que significa que fomos bem-sucedidos, já que o objectivo de lucro operacional na primeira metade do ano foi alcançado. Temos um novo Conselho de Administração apoiado numa estrutura de governance totalmente funcional. Implementámos novos procedimentos internos e, por fim, uma cultura empresarial que segue os melhores padrões da indústria.

A ligação ao Grupo tem sido crucial neste processo de recuperação, tanto no que se refere ao negócio como ao apoio financeiro, nomeadamente através da emissão de um instrumento perpétuo elegível como fundos próprios de nível 1 (Additional TIER1), no montante de 130 milhões de dólares concretizado no primeiro semestre. Apesar das melhorias verificadas na carteira de crédito histórica, esta continua a restringir os resultados do Banco e a requerer uma atenção especial da equipa de gestão.

A estrutura de governance foi uma das prioridades neste período de viragem: foram criadas quatro Comissões do Conselho de Administração presididos por Administradores independentes que têm funcionado como órgãos de controlo do negócio do Banco. Para a Comissão Executiva, foram criados quatro comités relacionados com as áreas de negócio, contribuindo para aumentar as responsabilidades da gestão intermédia do Banco, através da sua participação no processo de tomada de decisão.

Relativamente à actividade, no final do primeiro semestre deste ano, o produto bancário atingiu os 49 milhões de euros, aumentando 40% face ao primeiro semestre do ano passado. No que se refere aos custos operacionais, estes registaram um decréscimo de 44% face a igual período de 2017, o que permitiu ao Banco voltar a ser rentável em termos operacionais, o principal objectivo para este ano.

Durante o segundo semestre de 2018, os nossos esforços deverão concentrar-se na originação de novas transacções de crédito e na actividade de trading, à medida que começamos a utilizar o balanço do Banco e a nossa confortável posição de liquidez. Esperamos igualmente que a actividade de banca de investimento venha a aumentar o número de transacções concluídas.

Relativamente ao nosso futuro, temos como objectivo manter o dinamismo e inovação que nos tem vindo a caracterizar a fim de podermos continuar a adaptar o nosso modelo de negócio a uma indústria de banca de investimento em constante mudança.

 

 

 

Wu Min

Presidente da Comissão Executiva

Lin Yong

Presidente do Conselho de Administração